Paes amplia feriado em dia de jogo no Rio para evitar transtornos

Medida foi tomada para reduzir o fluxo de veículos na cidade e agilizar o deslocamento de torcedores

Clarissa Thomé, O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2014 | 20h47

RIO - O prefeito Eduardo Paes (PMDB) ampliou para horário integral o feriado de 25 de junho, quando haverá a partida Equador e França no Maracanã. A medida foi tomada para reduzir o fluxo de veículos na cidade, "minimizar possíveis transtornos para a população e agilizar o deslocamento dos torcedores" para o estádio. 

Também será feriado em 4 de julho, quando ocorrerá a partida pelas quartas de final também no Maracanã. Na quarta-feira, 18, quando houve o jogo Espanha e Chile, o feriado foi parcial, iniciado a partir do meio-dia. Houve engarrafamentos e o metrô ficou lotado de trabalhadores que deixavam seus empregos e de torcedores a caminho do jogo.

A prefeitura informou ainda que, para este domingo, quando Bélgica e Rússia se enfrentam no Maracanã, às 13 horas, as vias no entorno do estádio serão interditadas a partir das 6 horas. Motorhomes e trailers de turistas poderão estacionar no Terreirão do Samba, na Praça XI. A Guarda Municipal e agentes da Secretaria de Ordem Pública atuarão próximos ao estádio para coibir marketing de emboscada, estacionamento irregular e consumo de bebidas alcoólicas duas horas antes e depois da partida (a prática é proibida por lei municipal). A Quinta da Boa Vista e o Jardim Zoológico ficarão fechados no domingo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.