Carina Bacelar/Estadão
Carina Bacelar/Estadão

Pai de menino deixado em apartamento no Rio quer a guarda do filho

Holandês que trabalha no México chegou nesta quinta ao Brasil e foi entrevistado por um assistente social; mãe está presa desde terça

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2015 | 18h32

RIO - O holandês pai da criança de 6 anos que, por ordem da mãe, ficou trancada durante dois dias em um apartamento no Leme (zona sul do Rio), quer a guarda do filho. A criança foi libertada pelos bombeiros na madrugada da última segunda-feira, 8, e está abrigada no Educandário Romão de Mattos Duarte, em Laranjeiras (zona sul).

O homem, que trabalha no México, chegou ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira, 11, e compareceu à 1ª Vara da Infância e da Juventude para uma entrevista com uma assistente social. Um irmão da criança, de 17 anos, também foi ouvido. A mãe está presa desde a madrugada de terça-feira, 9, acusada de abandono de incapaz.

Na última terça-feira, 9, a Justiça concedeu a guarda à avó materna, por 30 dias, mas revogou a ordem horas depois, após uma denúncia de que a mulher já submeteu a criança a maus-tratos.

O processo tramita em segredo de Justiça. Segundo o juiz Paulo Henrique Alves, após a oitiva dos envolvidos será feito um relatório técnico e a decisão sobre a guarda definitiva da criança será tomada em até 30 dias. O magistrado afirmou que a prioridade da guarda é do pai e da mãe e em seguida vêm os avós, tios e irmãos.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.