Pai é preso no Rio após confessar ter simulado sequestro da filha

Homem teria dito que assaltantes levaram a filha de um ano e seis meses de seu colo; ele responderá pelos crimes de extorsão e falsa comunicação de crime

Mariana Sallowicz, O Estado de S. Paulo

23 Dezembro 2016 | 12h24

RIO - Um homem foi preso em flagrante nesta quinta-feira, 22, por ter simulado o sequestro da própria filha de um anos e seis meses, segundo informações da Polícia Civil do Rio. Eder Vitorino Coelho responderá pelos crimes de extorsão e falsa comunicação de crime, cujas penas máximas somadas são de 10 anos e seis meses. 

Um dia antes de ser preso, Eder foi ao 36º DP (Santa Cruz), na zona oeste do Rio, para comunicar que ocupantes de um carro teriam o abordado e levado de seu colo a filha. Mas, após perceber que não seria mais possível sustentar a mentira, ele teria confessado o crime, de acordo com a polícia.

Eder teria dito aos familiares que recebeu um bilhete exigindo a quantia de R$ 5 mil a título de resgate para libertação da criança. O avô teria disponibilizado a quantia e o pai seguiu para conseguir a suposta libertação da criança. A Polícia Civil informou que ele foi ouvido na delegacia e, após isso, confessou o crime. Ele contou ter deixado o bebê com uma amiga.

A prisão em flagrante foi feita com base nas provas reunidas durante a investigação. 

Mais conteúdo sobre:
Eder Santa Cruz Polícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.