FABIO MOTTA/ESTADAO
FABIO MOTTA/ESTADAO

Pais liberam corpo do bebê Arthur, baleado dentro da barriga da mãe no Rio

Claudineia e Clebson Melo ficaram no Instituto Médico Legal por cerca de meia hora e não quiseram falar com a imprensa

Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

31 Julho 2017 | 12h39

RIO - O corpo do bebê Arthur Cosme de Melo, atingido por uma bala perdida quando ainda estava dentro da barriga da mãe, foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) do Rio, por volta das 11 horas desta segunda-feira, 31. 

Os pais de Arthur, Claudineia e Clebson Melo, estiveram no local, na Leopoldina, para levar documentos e retirar a certidão de óbito do bebê. Muito abalados, eles ficaram por cerca de meia hora no local e não quiseram falar com a imprensa.

Arthur foi baleado no dia 30 de junho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e desde então estava internado. Ele morreu às 14h05 deste domingo, 30, em decorrência de uma hemorragia digestiva, segundo a Secretaria Estadual de Saúde do Rio.

De acordo com a Secretaria de Saúde, Arthur sofreu a hemorragia às 5h30 e seu quadro clínico se agravou nas horas seguintes, levando à morte durante a tarde.

A polícia ainda não descobriu o autor do tiro que atingiu a mulher e o bebê. O caso é investigado pela 59ª Delegacia de Polícia, em Duque de Caxias. 

Policiais militares contaram que estavam saindo da Favela do Lixão quando foram atacados a tiros por criminosos e não revidaram.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.