Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Pelo segundo dia seguido, Forças Armadas atuam na Vila Kennedy

Com efetivo maior, de 1.400 militares, a ação conta com apoio de equipamentos pesados de engenharia e a Polícia Civil pode cumprir mandados de prisão

Ludimila Honorato, O Estado de S.Paulo

08 Março 2018 | 10h10

SÃO PAULO - Pelo segundo dia seguido, militares realizam uma operação na comunidade de Vila Kennedy, zona oeste do Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira, 8. 

+ Dois dias após morte de idoso, polícia faz nova operação na Vila Kennedy

A ação  foi deflagrada pelo Comando Conjunto e pela Secretaria de Segurança Pública com a coordenação do Gabinete de Intervenção Federal.

Com um efetivo de 1.400 militares das Forças Armadas, a operação envolve cerco, estabilização dinâmica da área e reforço no patrulhamento ostensivo.

Segundo nota do Comando Militar do Leste, mandados de prisão podem ser cumpridos pela Polícia Civil, assim comoa retirada de barricadas.

+ Moradores reclamam de excessos de militares

Os militares atuam com apoio de blindados, aeronaves e equipamentos pesados de engenharia. Algumas ruas e acessos nas áreas daoperação poderão ser interditados e setores do espaço aéreo poderão ser controlados com restrições dinâmicas para aeronaves civis. As operações dos aeroportos.

Nesta quarta-feira, 7, os militares realizaram a mesma operação, porém com um efetivo menor, de 900 agentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.