PM do Bope é ferido durante troca de tiros na zona norte do Rio

Tiroteio começou durante uma ação de policiais na região conhecida como '100 metrinhos'; policial foi atendido no Hospital Central da PM

O Estado de S. Paulo

12 Maio 2015 | 17h35

RIO - Um policial militar do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi ferido com um disparo na perna durante uma troca de tiros com traficantes na comunidade de São Carlos, no Estácio, zona norte do Rio. 

Ele faz parte do efetivo do Comando de Operações Especiais (COE) que atua na comunidade desde a última sexta-feira, 8, quando a invasão do Morro da Coroa (vizinho ao São Carlos) por uma facção rival das comunidades Fallet, Fogueteiro e Turano deixou quatro mortos e cinco feridos. Dois dias depois, mais dois morreram em um confronto entre PMs e criminosos, também na comunidade da Coroa.

De acordo com informações da Polícia Militar, o tiroteio da manhã dessa terça-feira começou durante uma ação de policiais na região conhecida como "100 metrinhos". Ferido sem gravidade, o policial foi atendido no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM). 

Ainda segundo a PM, o Bope continua no local realizando operação e policiamento nas comunidades de Santa Teresa e o Centro segue reforçado por tempo indeterminado pelo Comando de Operações Especiais (COE).Já os policiais das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) realizam patrulhamento nos acessos às favelas.

Depois de a Secretaria Municipal de Educação informar que quatro escolas localizadas em Santa Teresa e Rio Comprido, sendo duas creches, suspenderam as atividades, deixando 1.839 alunos sem aula, o órgão afirmou nesta terça-feira que havia "baixa frequência" nas unidades. Já a Secretaria Estadual de Educação declarou que as escolas da região funcionaram normalmente nos dois dias. 

Mais conteúdo sobre:
violênciaRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.