FERNANDO SOUZA/AGÊNCIA O DIA
FERNANDO SOUZA/AGÊNCIA O DIA

PM do Rio faz operação atrás de comparsas de Playboy

Entre os procurados está Carlos José da Silva Fernandes, o Arafat; na quinta, Jean Piloto morreu após troca de tiros com a PM

Carina Bacelar, O Estado de S. Paulo

14 Agosto 2015 | 16h11

RIO - A Polícia Militar faz uma operação na Favela de Acari e no Morro do Dezoito (em Água Santa), na zona norte do Rio, nesta sexta-feira, 14, para prender sucessores de Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, líder do tráfico no Complexo da Pedreira (em Costa Barros, zona norte), morto no último sábado, 8. Entre os procurados está Carlos José da Silva Fernandes, conhecido como Arafat. 

Ao todo, 120 agentes dos batalhões de Choque, de Operações Especiais e de Ações com Cães participam da ação. 

Comparsa morto. Nesta quinta, o criminoso Jean Raynne da Silva Andrade, conhecido como Jean Piloto, de 24 anos, um dos principais auxiliares de Playboy, foi morto após troca de tiros com policiais no Morro da Quitanda, em Costa Barros (zona norte do Rio). Condenado por latrocínio (roubo seguido de morte) e porte ilegal de armas, Andrade estava foragido.

Agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) promoveram uma operação na tentativa de prender o traficante. Após ser baleado, ele chegou a ser levado para o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, na mesma região, mas não resistiu aos ferimentos e morreu à tarde, segundo a Polícia Civil.

Mais conteúdo sobre:
Rio de JaneiroPlayboyViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.