PM é acionada para conter tumulto no Cristo Redentor

Administradora promete gratuidade a brasileiros hoje, mas promoção só começaria após as 16h

Clarissa Thomé, do Estadão

15 Julho 2007 | 14h07

Cerca de 300 pessoas estão aglomeradas em frente à estação de trem do Corcovado desde às 7 horas da manhã deste domingo, 15. A fila começa a ser formada porque, em retribuição à eleição do Cristo como uma das sete maravilhas do mundo moderno, a administração da Estrada de Ferro Corcovado prometeu dar gratuidade no tíquete para brasileiros. A promoção só está prevista para começar às 16 horas. Irritadas com a demora e a falta de informações, as pessoas começaram a gritar palavras de ordem: "Queremos subir". A Polícia Militar foi chamada para conter o tumulto. Há crianças, idosos e deficientes físicos na fila, que vai da estação à Rua Cosme Velho. Muitas pessoas esperam no sol. "O Cristo é maravilha só para os turistas. Os brasileiros que votaram, como eu, são tratados dessa forma", reclamou a contadora Glória Rocha, de 39 anos, que foi com a irmã e três sobrinhos visitar o monumento. "Estamos a ponto de desistir", disse. Na quinta-feira, a direção da Estrada de Ferro Corcovado, que administra os trenzinhos que levam ao Cristo Redentor, decidiu agradecer aos 10 milhões votos que elegeram o monumento uma das 7 maravilhas do mundo moderno. Neste domingo, os brasileiros terão gratuidade na passagem do trem, se embarcarem depois das 16 horas. Aos domingos, entre 2 mil e 3 mil pessoas visitam o Cristo. A empresa calcula que, por causa da gratuidade, esse número chegue a 10 mil. Os trens, com lotação de 120 passageiros, saem a cada 20 minutos, da estação da Rua Cosme Velho, 513, no bairro do Cosme Velho, na zona sul. Não haverá distribuição de senhas. O horário da visitação será estendido até as 22 horas. Antes das 16 horas, o ingresso tem preço normal: R$ 36. Crianças até 5 anos (no colo) não pagam. Até 12 anos, o valor do bilhete é 18.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.