PM é baleado em área de milícia na zona oeste do Rio de Janeiro

Moradores contaram que a ação nesta madrugada na Gardênia Azul, em Jacarepaguá, foi rápida; no entanto, foram feitos muitos disparos

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

10 Outubro 2014 | 09h25

Atualizada às 18h48

RIO - Quatro homens, entre eles um policial militar do 22º Batalhão de Polícia Militar (Maré), foram baleados na madrugada desta sexta-feira, 10, na Gardênia Azul, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio. Moradores contaram que os disparos foram efetuados de um carro em uma ação rápida.

O sargento Marcelo Alves Bezerra, de 41 anos, foi atingido por seis tiros, sendo quatro nos braços e dois nas pernas. Otacílio Antonio Dias Júnior, de 31, foi ferido no braço e na perna. Leanderson Santana de Oliveira, de 32, e Peter dos Santos, de 26, foram atingidos na perna. 

Eles foram atendidos no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na zona oeste, e não correm risco de morrer. A Gardênia Azul é uma área controlada por milícia. Agentes da 32ª Delegacia de Polícia (Taquara) fizeram perícia no local e recolheram cápsulas de munições.

Dois homens ficaram levemente feridos em tiroteio no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. Um policial da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foi atingido de raspão na mão quando fazia patrulhamento de rotina na localidade do Areal. Ele foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local e liberado. Enquanto o
policial era atendido, um morador deu entrada na UPA com um ferimento de arma de fogo. 

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro Violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.