PM é ferido em ataque a UPP do Morro dos Macacos, na zona norte

Agente estava trabalhando, foi atingido, mas não corre risco de morte; 1.173 alunos ficaram sem aula

Tiago Rogero, O Estado de S. Paulo

04 Dezembro 2014 | 09h00

Atualizada às 16h40

RIO - Criminosos atiraram na manhã desta quinta-feira, 4, contra a base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Polícia Militar no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na zona norte do Rio de Janeiro. Um policial militar ficou ferido. Por causa dos ataques, 1.173 alunos ficaram sem aula nesta quinta-feira nas unidades municipais de ensino da comunidade. 

O PM estava de serviço e foi atingido na perna e nas costas, por volta das 5h da manhã desta quinta-feira. Ele foi encaminhado ao Hospital Federal do Andaraí, também na zona norte e tem quadro estável de acordo com a PM.

O policiamento foi reforçado na comunidade com militares do Grupamento de Intervenções Táticas das UPPs, do 6º Batalhão (Tijuca) e de um helicóptero, todos à procura dos responsáveis pelos disparos. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, quatro escolas e duas creches ficaram fechadas nesta manhã.

Operação. Já nos Morros da Providência e do Santo Cristo, no Centro do Rio, onde as Polícias Civil e Militar fizeram operação nesta manhã, todas as unidades municipais de ensino estão funcionando, de acordo com a Secretaria. 

Até o último balanço divulgado pela Polícia Civil, 13 pessoas já tinham sido presas, entre elas um suspeito que seria um dos líderes do tráfico de drogas na Providência e foi preso em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro Violência UPP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.