Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

PM é morto em operação de resgate de carga roubada em São Gonçalo (RJ)

Policial militar foi baleado durante ação na comunidade Buraco da Cobra, na região metropolitana do Rio; cabo Guilherme da Costa Penetra, de 32 anos, tinha um filho de oito anos

Fernanda Nunes e Renato Ghelfi, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

25 Agosto 2018 | 13h52

RIO -  O cabo Guilherme da Costa Penetra, de 32 anos, morreu após ser baleado durante uma ação na comunidade Buraco da Cobra, no bairro Boaçu, da cidade de São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro. O caso ocorreu na manhã deste sábado, 25. Segundo a Polícia Militar, o homem checava uma denúncia de carga roubada quando foi morto.

O policial chegou a ser socorrido no Hospital Estadual Alberto Torres, mas não resistiu. Lotado no 7º Batalhão da Polícia Militar, de São Gonçalo, o policial, pai de um menino de oito anos, estava na corporação desde 2011.

“Neste momento, o Batalhão de São Gonçalo e o Batalhão de Choque realizam operação na comunidade, com o objetivo de localizar os criminosos envolvidos no assassinato do policial”, informou a Polícia Militar na manhã deste sábado, 25, por meio de sua assessoria de imprensa.

No twitter, o secretario de segurança do Rio de Janeiro, Richard Nunes, afirmou que o homicídio foi "mais um atentado contra a democracia" no estado. 

Também na rede social, Nunes disse que "se solidariza com familiares, policiais e toda a sociedade" pela morte de Guilherme. 

O enterro do policial será neste domingo (26), às 15h, no Cemitério Memorial Parque Nycteroy, no bairro Laranjal, em São Gonçalo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.