Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

PM é morto na zona norte do Rio durante confronto com criminosos

Segundo o comando da UPP da Mangueira, militares foram atacados a tiros por criminosos durante a troca de serviço

Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

17 Julho 2017 | 15h22

RIO - Um policial militar foi morto na manhã desta segunda-feira, 17, na Mangueira, zona norte do Rio. Segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do local, dois PMs foram atacados a tiros por criminosos durante a troca de serviço na base avançada do Telégrafo, por volta das 8 horas.

Houve confronto, e os dois policiais ficaram feridos. Eles foram socorridos no Hospital Quinta D’or, em São Cristóvão, mas o cabo Bruno dos Santos Leonardo, de 29 anos, atingido na cabeça, não resistiu. Ele estava na corporação havia seis anos, era casado e deixa uma filha. O outro policial foi ferido na perna e passa por exames.

Segundo a Polícia Militar, o policiamento na comunidade está reforçado pelo Comando de Operações Especiais (COE), batalhões da região e por outras UPPs.

Com Leonardo, sobe para 88 o número de PMs mortos neste ano. Deste total, 18 foram mortos em serviço, 53 de folga, e 17 eram reformados. Já os PMs feridos são 290 neste ano - 206 estavam trabalhando.

Na noite de sexta-feira, 14, um PM foi morto ao reagir a um assalto no bairro do Grajaú, zona norte do Rio. Segundo informações da Polícia Civil, o PM Cleber de Castro Xavier Junior, de 28 anos, foi atingido durante uma troca de tiros com dois criminosos que estavam em uma motocicleta. Um dos suspeitos, Vagner da Silva Rodrigues, de 23 anos, também foi ferido e morreu.

 

Mais conteúdo sobre:
MangueiraUPP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.