PM morre após troca de tiros no Morro da Providência, no Rio

Bope foi acionado para reforçar o policiamento nos Morros da Providência e Pinto

ROBERTA JANSEN, O Estado de S.Paulo

12 Novembro 2017 | 09h23

RIO DE JANEIRO - O sargento da PM Victor Aleixo da Costa foi morto na manhã deste domingo por um disparo na cabeça, após troca de tiros no Morro da Providência, na região central do Rio. Ele chegou a ser levado para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu ao ferimento. Com a morte de Victor, sobe para 118 o número de policiais mortos no Rio de Janeiro somente neste ano.

Outros dois policiais foram feridos na mesma ação, atingidos por estilhaços, e encaminhados para o Hospital Central da Polícia Militar. Eles não correm risco de vida. Um morador da comunidade foi ferido na panturrilha e também levado ao Souza Aguiar. Ainda não há notícias sobre seu estado de saúde.

A troca de tiros começou por volta das 6h da manhã no momento da troca do plantão dos agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Providência. Segundo nota divulgada pelo comando da UPP, “os policiais realizavam deslocamento pela Rua do Monte quando criminosos armados atacaram a guarnição, por volta das 6h deste sábado (12/11). Houve confronto e três policiais e um quarto homem foram atingidos e socorridos para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro. Um sargento não resistiu aos ferimentos.” 

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) foi acionado e atua na comunidade junto ao efetivo da UPP, ainda segundo a nota.

O sargento Aleixo dava apoio na troca do plantão quando foi atingido por traficantes. Ele tinha 36 anos, 12 deles na corporação. Era recém-casado e deixa uma filha pequena. A Polícia Civil informou que vai investigar o crime. Agentes da Divisão de Homicídios fazem diligências em busca de testemunhas e câmeras de segurança.

 

Na sexta, 10,em um confronto com supostos traficantes,  o soldado da Polícia Militar Joubert dos Santos Lima, de 26 anos, foi morto com um tiro no pescoço durante operação na favela Brejal, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Lima chegou a ser socorrido, mas morreu no Hospital Estadual Alberto Torres, também em São Gonçalo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.