FABIO MOTTA/ ESTADAO
FABIO MOTTA/ ESTADAO

PMs são presos após abordagem que terminou com a morte de dois jovens

Câmera de monitoramento mostra o momento em que um dos policiais dispara contra os jovens

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2020 | 15h40

RIO - Dois jovens foram encontrados mortos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, horas depois de serem abordados por dois Policiais Militares. Imagens de uma câmera de monitoramento mostram o momento em que um dos PMs dispara contra os jovens, que passavam de moto. Os policiais também agridem os dois rapazes, que depois são levados na viatura.

A abordagem aconteceu na madrugada de sábado, 12, e os corpos dos dois foram encontrados à tarde, em um local distante de onde houve a ação. As vítimas são Edson Arguinez Junior, de 20 anos, e Jordan Luiz Natividade, de 18 anos. O sepultamento deles acontece na tarde desta segunda-feira.

Os dois PMs estão presos. "Assim que o comando da corporação tomou conhecimento dos fatos, todas as medidas pertinentes foram adotadas de imediato", informou em nota a Polícia Militar. "Os dois policiais citados na possível ação já foram identificados e ouvidos pela 3ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM). As armas dos militares, tanto as da corporação quanto as particulares, foram recolhidas e apresentadas à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF)."

A Polícia Civil, por sua vez, informou que os dois policiais militares foram presos em flagrante. Eles estão detidos na Unidade Prisional da PMERJ.

Imagens de um circuito de monitoramento, exibidas pela TV Globo, mostram o momento em que os jovens passam de moto e um dos PMs dispara em direção à dupla. Os dois caem e são agredidos pelos policiais. Após alguns minutos, já algemados, eles são colocados na viatura. Um dos PMs sobe na moto e deixa o local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.