Divulgação/Polícia Civil
Divulgação/Polícia Civil

Polícia Civil do Rio investiga desaparecimento de executivo norueguês

Torkil Prytz Tyvold, que trabalha para a petrolífera Hydro, desapareceu em 25 de maio, em Ipanema, na zona sul da cidade

O Estado de S.Paulo

02 Junho 2018 | 18h52

RIO – A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga o sumiço do executivo norueguês Torkil Prytz Tyvold, que trabalha para a petrolífera Hydro. Ele desapareceu em 25 de maio, em Ipanema, na zona sul do Rio. 

Segundo a Globonews, em depoimento um colega de Torkil, também norueguês, informou que o executivo tinha viagem marcada para Oslo na noite do desaparecimento. Horas mais tarde, a mulher de Torkil entrou em contato informando que o marido não aparecera e que nem sequer havia embarcado. O colega então foi ao escritório da empresa no Rio, em Botafogo, e, posteriormente, ao apart hotel onde ele se hospedava, em Ipanema. Segundo ele, encontrou malas, documentos e celulares. Funcionários do local informaram que não viam Torkil há horas.

O desaparecimento foi registrado na 14ª DP, no Leblon, e encaminhado à Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA). A polícia norueguesa também recebeu informações da empresa onde Torkyl trabalha e colabora com as investigações.

 

Mais conteúdo sobre:
Torkil Prytz Tyvold

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.