Google Maps
Google Maps

Polícia Civil investiga a morte de norte-americana em Paraty

Exame toxicológico pode determinar se houve envenenamento, uso de drogas ou se a jovem foi vítima de algum mal súbito; família chega ao Rio nesta quarta-feira para o reconhecimento do corpo

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2019 | 10h29

Rio - A Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte da norte-americana Danielle Davila, de 32 anos, encontrada morta em uma pousada em Paraty, na Costa Verde do Rio, no último domingo, 23. 

De acordo com a 167ª Delegacia de Polícia (Paraty), que está investigando o caso, está sendo aguardada a conclusão do exame de necropsia para determinar a causa da morte.

O corpo da jovem foi encontrado na cama, coberto e sem sinais aparentes de violência, em um quarto de uma pousada no bairro de Jabaquara. Uma perícia foi realizada no local. 

O exame toxicológico pode determinar se houve envenenamento, uso de drogas ou se a mulher foi vítima de algum mal súbito. 

A polícia informou que "diligências estão sendo realizadas e as investigações estão em andamento". 

Segundo testemunhas, Danielle era cantora e se apresentava em bares locais. 

O consulado dos EUA já foi contatado. Parentes da mulher são esperados nesta quarta-feira, 26, na cidade para o reconhecimento do corpo, que se encontra no Instituto Médico Legal (IML) de Angra dos Reis.

Tudo o que sabemos sobre:
Paraty [RJ]Danielle Davila

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.