Polícia Civil investiga morte de idosa por bala perdida

Mulher de 67 anos foi atingida na cabeça enquanto conversava na portaria do condomínio onde morava

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2016 | 17h46

A Polícia Civil do Rio de Janeiro abriu inquérito para apurar a morte de Maria Joaquina Patrocínio Matias, de 67 anos, ocorrida na tarde de sábado, na Praça Seca, zona oeste do Rio. A idosa foi vítima de uma bala perdida durante tiroteio entre policiais militares e traficantes. Maria Joaquina estava na portaria do condomínio onde morava quando foi atingida na cabeça. Ele chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

 

Em nota, a PM informou que policiais do 9º Batalhão faziam uma incursão pelo Morro da Barão quando “avistaram vários homens que ao perceberem a aproximação dos Policiais Militares efetuaram disparos contra a guarnição”. O comunicado informa ainda que “não houve confronto com policiais”.

 

A Polícia Civil, por sua vez, informou que está investigando o caso, que trata como “confronto”. A morte da idosa está sendo apurada pela Delegacia de Homicídios da Capital. “Segundo informações preliminares, a vítima foi atingida por tiro durante um confronto entre policiais militares e traficantes de drogas na Comunidade do Morro do Barão”, diz trecho de nota. “Iniciou-se um amplo trabalho de investigação visando a apurar detalhadamente as circunstância do crime e sua autoria”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.