Polícia diz que objeto achado em cemitério não era granada

Suposto explosivo foi encontrado em uma lixeira na frente na frente do Cemitério São João Batista, no RJ

Pedro Dantas, da Agência Estado,

02 Novembro 2009 | 10h25

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que o objeto que encontrado em uma lixeira na frente do cemitério São João Batista, no bairro do Botafogo, nesta segunda-feira, 2, diferente do que foi divulgado, não era uma granada. A peça não identificada foi levada para a sede do Esquadrão Antibombas para análise.

 

Um menino de 12 anos, morador da favela Santa Marta, afirmou que encontrou o suposto explosivo em cima de um banco e jogou dentro a lixeira. Um vendedor ambulante viu a cena e chamou a polícia.

 

Os policiais isolaram a área e recolheram o objeto. O número de visitantes no cemitério durante o feriado de Finados deve chegar a 800 mil pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.