Polícia encontra corpo carbonizado que pode ser de agente penitenciário

Corpo foi achado em São Gonçalo dentro de veículo incendiado que pertencia a Anderson da Silva Terra, desaparecido desde sábado

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

19 Dezembro 2016 | 18h47

RIO - A Polícia Militar do Rio encontrou um corpo carbonizado dentro de um carro incendiado no bairro Jardim Bom Retiro, em São Gonçalo, no Grande Rio. O veículo pertencia a Anderson da Silva Terra, que é Inspetor de Segurança e Administração Penitenciária (Isap). Ele está desaparecido desde o fim da noite de sábado.

O agente penitenciário também seria motorista de Uber, e desapareceu por volta das 23h de sábado. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) do Estado do Rio, "somente um exame de DNA poderá certificar se o corpo é do servidor desaparecido". Terra estava há três anos na Seap e estava de licença médica. 

O corpo foi encontrado nesta segunda-feira por policiais do 7.º Batalhão da PM (São Gonçalo). A perícia da Polícia Civil foi acionada e o caso ficou a cargo da 74.ª DP.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.