Polícia do Rio faz operação contra empresa de ônibus

Viação Itaguaí é suspeita de fraudar cartões; envolvidos vão responder por estelionato, lavagem e formação de quadrilha

Tiago Rogero, O Estado de S. Paulo

04 de novembro de 2014 | 08h53

RIO - Três pessoas foram presas em flagrante na manhã desta terça-feira, 4, em operação da Polícia Civil contra uma empresa de ônibus que fazia lavagem de dinheiro por meio dos cartões Bilhete Único e Riocard, usados no transporte público do Rio de Janeiro. A empresa tinha sede em Itaguaí, na Região Metropolitana. A Operação Passagem Legal cumpriu 13 mandados de busca e apreensão em Campo Grande, na zona oeste da capital. 

De acordo com a polícia, a empresa de ônibus, que tem o nome de Viação Itaguaí, comprava os cartões de usuários pela metade do preço e depois os usava em leitores de ônibus que ficavam na garagem, sem circular.

"Dessa maneira, a empresa arrecadava o valor das passagens sem que qualquer serviço público de transporte fosse prestado e sem qualquer custo, como manutenção dos veículos, contratação de empregados e combustível", informou a polícia. 

Nesta manhã, três homens foram presos em flagrante comercializando cartões: Manoel Mário Guimarães, de 67 anos; Isaías Amaral de Souza, de 49; e Dionatas Albino de Souza, de 25.

Os policiais civis também apreenderam máquinas leitoras de cartões de crédito e débito, usadas para descarregar vales-refeição. A polícia investiga se outras empresas também participavam do golpe. Os envolvidos vão responder por estelionato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.