Diego Reis / Governo do Rio de Janeiro
Diego Reis / Governo do Rio de Janeiro

Polícia do Rio investiga suspeita de envenenamento de funcionários em posto

Dez pessoas foram afetadas, mas se recuperaram. Perícia vai analisar café servido aos funcionários de posto de saúde em Senador Camará, na zona oeste

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

02 de agosto de 2021 | 22h39

RIO - A Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando uma suspeita de envenenamento de funcionários de um posto de saúde do município. O caso ocorreu na última sexta-feira, 30. Todas as vítimas passam bem. Dez funcionários do Centro Municipal de Saúde Sílvio Barbosa, situado em Senador Camará (zona oeste do Rio), sentiram mal-estar e precisaram de atendimento médico.

Segundo a secretaria municipal de Saúde, a maioria se recuperou logo após o atendimento – a pasta não informou quais foram as providências e o diagnóstico do médico. Um funcionário permaneceu se sentindo mal e no sábado, 31, foi ao Hospital Municipal Rocha Faria, em Campo Grande (zona oeste), onde recebeu atendimento e teve alta no mesmo dia.

Uma suspeita é de que o café oferecido aos funcionários possa ter sido envenenado. O que restou do produto consumido pelos servidores que passaram mal foi encaminhado à perícia. O posto de saúde oferece vacinas contra a covid-19, mas não há indícios de que isso possa ter sido um motivo de eventual vingança contra os funcionários.

O caso foi registrado na 34ª DP (Bangu), responsável pela investigação. Funcionários da unidade de saúde já foram chamados para prestar depoimento na delegacia. O Centro de Informações Estratégicas e Resposta de Vigilância em Saúde do Rio de Janeiro (CIEVS-Rio) está acompanhando o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.