Silvia Izquierdo/AP Photo
Silvia Izquierdo/AP Photo

Polícia do Rio procura dois suspeitos pelo furto de medalha Fields

'Nobel da Matemática' foi furtado na quarta-feira, 1, durante congresso realizado no Rio; de ouro, medalha é avaliada em R$ 16 mil

O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2018 | 09h47

SÃO PAULO - A Polícia Civil do Rio de Janeiro identificou dois homens suspeitos de terem roubado a medalha Fields do iraniano Caucher Birkar. Considerado o "Nobel" da Matemática, o prêmio foi entregue na quarta-feira, 2, no Rio, durante o Congresso Internacional de Matemática, realizado pela primeira vez no Brasil. Durante o evento, a medalha foi furtada, junto da pasta em que estava guardada, na qual também constava  a carteira e o celular de Birkar. 

A Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat) e a Delegacia do Recreio, bairro onde fica o Riocentro, onde ocorreu o congresso, fazem diligências na manhã desta quinta-feira, 2, para localizar os suspeitos.

Segundo o jornal Extra, os suspeitos foram identificados pela polícia a partir de imagens de um cinegrafista que trabalhava no congresso. Na gravação, um dos suspeitos aparece olhando para os lados enquanto coloca um objeto (que seria a pasta do matemático) dentro de uma mochila. 

Quando Birkar percebeu o furto, a equipe de segurança do congresso foi acionada. A pasta foi encontrada debaixo de uma arquibancada, mas não havia sinal da medalha ou da carteira. Apenas o celular foi deixado para trás.

A medalha de ouro 14 quilates é avaliada em aproximadamente R$ 16 mil. Mas seu maior valor é simbólico: trata-se da maior honraria da Matemática, concedida até hoje a apenas 60 pessoas desde que a premiação foi instituída, em 1936.

Em nota oficial divulgada na tarde desta quarta-feira, 1º, a organização do Congresso Internacional de Matemáticos lamentou o desaparecimento da pasta do matemático Caucher Birkar que continha a Medalha Fields. De acordo com os organizadores do evento, as imagens das câmeras de segurança estão sendo analisadas. “A organização está colaborando com as autoridades policiais na investigação do caso.”

Premiados com a medalha Fields

Além de Birkar, foram agraciados o indiano Akshay Venkatesh, de 36 anos, o italiano Alessio Figalli, de 34 anos, e o alemão Peter Scholze, de 30 anos. Além da medalha, cada um recebeu 15 mil dólares canadenses (cerca de R$ 43 mil). 

Um comitê secreto composto por 12 matemáticos de renome escolhe os premiados. Só o presidente desse comitê tem o nome divulgado. A escolha dos vencedores é um processo que se estende por aproximadamente dois anos.

Entre os 60 premiados com a medalha Fields na história, há um único brasileiro: o carioca Artur Avila Cordeiro de Melo, que tem 39 anos e foi premiado durante a edição anterior do congresso, na Coreia do Sul, em 2014, quando tinha 35 anos. 

entrega dos prêmios foi feita pelo ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, durante a cerimônia de abertura do congresso. O encontro reúne 2,5 mil matemáticos de todo o mundo e se estende até o dia 9, oferecendo cerca de 1,2 mil palestras./Com informações da Agência Brasil

Mais conteúdo sobre:
Caucher Birkarmatemáticafurto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.