Betty Faria (@bettyfariaoficial)/Instagram
Betty Faria (@bettyfariaoficial)/Instagram

Polícia faz busca e apreensão contra filho de Betty Faria com Daniel Filho

João de Faria Daniel e o empresário Leandro Martins de Almeida são investigados por envolvimento com o tráfico de drogas

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2019 | 09h14
Atualizado 21 de setembro de 2019 | 13h54

RIO - A Polícia Civil do Rio de Janeiro fez, na manhã desta sexta-feira, 20, uma operação para cumprir dois mandados de busca e apreensão - um contra o diretor de TV João de Faria Daniel, filho da atriz Betty Faria e do diretor de TV Daniel Filho, cumprido no Leblon, zona sul da capital fluminense, e outro contra o empresário Leandro Martins de Almeida, na Barra da Tijuca, zona oeste.

Foram apreendidos carro, relógios de luxo, computadores e celulares.

Os dois são investigados pelo Departamento Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro por envolvimento com o tráfico de drogas. Eles seriam comparsas, segundo supõe a especializada.

Histórico

Em março deste ano, Daniel foi alvo da Operação Celebrate, promovida pelo mesmo departamento em investigação sobre crimes de agiotagem e lavagem de dinheiro.

Almeida é investigado pelos mesmos crimes. Ele e o irmão, Leonardo Martins Almeida, foram alvos da Operação Onzena, em setembro de 2018, em que foram cumpridos mandados de busca e apreensão também por agiotagem e lavagem de dinheiro.

Na época foram apreendidos um helicóptero, carros importados, joias, um relógio, documentos e computadores.

Resposta

O advogado João Francisco Neto, que representa João de Faria Daniel, classificou a busca e apreensão como "abusiva"

"Essa investigação se arrasta desde o começo do ano, e até agora nada foi encontrado. Meu cliente não cometeu crime nenhum e está sendo constrangido com a ação da polícia", afirma Francisco Neto. "Foram de novo à casa dele, apreenderam objetos pessoais, mas não há nenhuma prova de atitude ilícita dele."

A reportagem do Estado ainda tenta localizar representantes do outro alvo da operação, Leandro Martins de Almeida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.