Divulgação / Polícia Federal do Rio
Divulgação / Polícia Federal do Rio

Polícia Federal apreende 250 kg de cocaína em operação no Rio

Operação teve início no aeroporto do Galeão, onde um passageiro tentava despachar malas com 60 kg da droga; depois foram localizados 213 tabletes da droga em um mercado na Penha

Fernanda Nunes, O Estado de S. Paulo

07 de setembro de 2017 | 12h51

RIO DE JANEIRO - A Polícia Federal apreendeu 250 kg de cocaína numa operação coordenada pela Delegacia do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, a maior já realizada por essa delegacia. O trabalho foi iniciado na quarta-feira, 6, no saguão do aeroporto, e concluído neste sábado, 7, após a localização de um depósito onde estavam guardados 213 tabletes da droga no Mercado São Sebastião, no bairro da Penha, zona norte do Rio.

A operação começou em uma fiscalização de rotina no saguão do aeroporto, onde os policiais suspeitaram de um homem que se dirigia ao balcão de uma companhia aérea. O funcionário que atendia o suposto passageiro demonstrou nervosismo, o que levou os policiais a abordá-los no momento em que eram despachadas malas com 60 kg da droga. Os dois foram presos em flagrante.

Pelas etiquetas coladas nas malas, o destino da cocaína seria a cidade de Brasília, mas, na verdade, elas seguiriam para Portugal. Outros dois funcionários da companhia aérea identificados como integrantes da quadrilha também foram presos.

Segundo a PF, “informações de inteligência indicaram que o restante da droga poderia estar escondido em um galpão no Mercado São Sebastião, na Penha. Imediatamente o delegado federal responsável pela ocorrência representou à Justiça e obteve o deferimento de busca e apreensão no local”.

Todos os presos são brasileiros, foram indiciados por tráfico internacional de drogas e poderão ficar presos por 25 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.