Reprodução/Google Street View
Reprodução/Google Street View

Polícia Federal prende foragido acusado de furto de imagens sacras no Rio

Homem de 56 anos, que não teve identidade revelada, foi considerado culpado de participar de roubo da imagem de Nossa Senhora da Sant’ana em igreja da capital fluminense

Marcio Dolzan/RIO, O Estado de S.Paulo

06 de agosto de 2020 | 10h43

Agentes da Polícia Federal prenderam na terça-feira, 4, um homem acusado de integrar uma organização criminosa especializada em furto de imagens sacras. O acusado, que estava foragido desde 2018, foi preso em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

O mandado de prisão foi expedido pela Juíza da Vara Federal de Três Rios/RJ. O acusado foi considerado culpado de participar do roubo da imagem de Nossa Senhora da Sant’ana, obra do século XIX que ocupava o altar da Igreja de Sant’ana em Miguel Pereira, na região centro-sul da capital fluminense.

A prisão do homem de 56 anos, que não teve o nome revelado, foi feita por policiais do Núcleo de Capturas da Polícia Federal do Rio. O acusado havia sido condenado ainda em 2013 pelos crimes de furto e furto qualificado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.