Reprodução
Reprodução

Polícia identifica homem acusado de racismo contra a cantora Ludmilla

Homem de 31 anos fez comentários na página da artista; Ludmilla registro o caso na delegacia, que investiga o crime

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

23 Maio 2016 | 23h04

RIO - A Polícia Civil do Rio identificou nesta segunda-feira, 23, o homem que no domingo, 22, postou comentários racistas no perfil mantido pela cantora Ludmilla na rede social Instagram. Comentando fotos de Ludmilla, o rapaz escreveu “odeio essa criola nojenta” e “A feiosa se acha putzzz feia pra c...”.

A cantora respondeu: “Já não é a primeira vez que você comete esse crime comigo na internet. Agora é questão de honra, eu vou até o final para ver você pagar por isso!” Outras pessoas também criticaram a conduta do rapaz, que apagou seu próprio perfil no Instagram. Antes, ele pediu desculpas e classificou o caso como um “mal entendido”.

Ludmilla registrou o caso na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), em Benfica, zona norte do Rio, nesta tarde. A Polícia Civil já sabe quem é o dono do perfil. Trata-se de um homem de 31 anos, que mora no Rio e já respondeu a uma acusação por tentativa de homicídio. Ele será convocado para prestar depoimento nos próximos dias.

 

Mais conteúdo sobre:
Instagram Benfica Polícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.