Polícia Civil/Divulgação
Polícia Civil/Divulgação

Polícia investiga se irmãos sumidos foram pegos por traficantes

Segundo jornal 'Extra', Evelyn e Eliel Araújo desapareceram após a adolescente se recusar a flertar em um baile funk em Santa Marta

O Estado de S. Paulo

16 Outubro 2015 | 11h51

RIO - A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga o sumiço dos irmãos Evelyn Araújo, de 14 anos, e Eliel Araújo, de 18, ambos moradores da comunidade Santa Marta, em Botafogo, na zona sul do Rio. No inquérito da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), de acordo com o jornal Extra, testemunhas afirmam que os jovens foram capturados e mortos por traficantes da favela, que abriga a primeira Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da cidade, inaugurada em 2008, e desde então não registrou nenhum homicídio e apenas um tiroteio, em maio deste ano.

A comunidade é considerada "modelo" e é classificada com bandeira verde em um ranking da Secretaria de Segurança. 

Segundo a publicação, os irmãos desapareceram no início de outubro. Evelyn teria sumido depois de um flerte frustrado do traficante Washington Luís Alves, de 21 anos, conhecido como Di Banana, durante um baile funk. Depois de recusá-lo, ela teria sido agredida.

Di Banana se envolveu no tiroteio registrado em maio na comunidade e foi preso no dia 11 de setembro. De acordo com testemunhas, os traficantes desconfiaram que Evelyn foi responsável por denunciá-lo. A adolescente sumiu no dia 3 de outubro. No dia seguinte, diz o Extra, seu irmão teria sido levado por traficantes. 

Um registro de ocorrência do desaparecimento foi feito na 10ª Delegacia de Polícia, em Botafogo, e a investigação foi transferida para a Delegacia de Descoberta de Paradeiros.

Em nota, a Polícia Civil disse que "as investigações estão em andamento", que familiares e testemunhas vêm sendo ouvidos e que agentes realizam buscas por informações das vítimas.

Procurada, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) afirmou que está ciente do desaparecimento e que "policiais militares realizaram buscas nas áreas de mata da comunidade com apoio do Corpo de Bombeiros" pelos corpos dos irmãos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.