Google Maps
Google Maps

Polícia liberta inocente e prende um dos culpados pela morte de jovem em supermercado no RJ

Segundo participante no crime está foragido; após investigação, a Delegacia de Homicídios requereu a revogação da prisão de Leonardo do Nascimento dos Santos, acusado injustamente por testemunhas

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2019 | 11h19

SÃO PAULO - Policiais da Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro prenderam, na noite de terça-feira, 22, Yuri Gladstone Guimarães, por participação na morte de Matheus dos Santos Lessa, 22 anos. O jovem foi assassinado ao tentar defender a mãe durante um assalto ao mercado da família, em Guaratiba, na zona oeste do Rio, por volta das 19h30 do dia 15 de janeiro. A mãe sobreviveu. 

De acordo com o delegado Evaristo Pontes, Yuri foi capturado no interior do condomínio Terne, localizado na Estrada dos Caboclos, em Campo Grande. 

Em depoimento, ele confessou ter atirado em Matheus e confirmou a participação de Adelito Santana de Oliveira no crime. Indiciados por latrocínio, os dois tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça. Adelito continua foragido.

Diante dos esclarecimentos, a Delegacia de Homicídios requereu a revogação da prisão de Leonardo do Nascimento dos Santos. Ele havia sido preso no dia 16 de janeiro, após o reconhecimento pessoal de quatro testemunhas que estavam no local do crime.

A família de Leonardo dizia que ele era inocente. Imagens de câmeras de segurança apresentadas mostraram, inclusive, que ele estava em outro local no momento do crime. Na quarta-feira, 23, a polícia reconheceu o erro e o libertou. Ele ficou preso por uma semana.

O caso foi registrado no 27º BPM (Santa Cruz)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.