Divulgação
Divulgação

Polícia localiza mulher de Fat Family, mas não prende traficante

Ela confirmou que estava morando com o foragido no imóvel em São Gonçalo; é a 2ª vez que polícia localiza casa usada por Fat Family mas não consegue prendê-lo

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

01 de setembro de 2016 | 16h56

RIO - As polícias Civil e Militar do Rio promoveram nesta quinta-feira, 1º, uma operação conjunta nas favelas do Salgueiro, em São Gonçalo (região metropolitana do Rio), para tentar prender o traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, de 28 anos. O criminoso, que não foi localizado, está foragido há 74 dias. Em 19 de junho ele foi resgatado por comparsas que invadiram o Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio, onde o traficante recebia atendimento médico após ser preso.

A polícia chegou a uma casa onde deteve a mulher de Fat Family, cujo nome não foi divulgado. Ela foi conduzida à delegacia e, em depoimento, confirmou que estava morando com o traficante naquele imóvel. A mulher seria liberada em seguida. É a segunda vez que a polícia localiza uma casa usada por Fat Family mas não consegue prendê-lo. Em 24 de junho foi encontrada uma casa onde ele se escondia na Favela Nova Holanda, no complexo da Maré, na zona norte do Rio.

A operação desta quinta-feira foi chamada Integração e mobilizou 50 policiais civis e 139 policiais militares, que tiveram o auxílio de quatro veículos blindados e seis aeronaves, uma delas blindada. 

A polícia também encontrou grande quantidade de drogas, escondidas em tambores enterrados no conjunto de favelas. Foram apreendidos oito tabletes de pasta base de cocaína de 1 kg cada; 152 tabletes de maconha; 858 papelotes de cocaína com 10 g cada; 158 pinos contendo 25 g de maconha hidropônica cada; 45 pinos de maconha; 682 pinos contendo 20 g de cocaína e 2.090 pinos contendo 5 g de cocaína cada. Ninguém foi preso.

Mais conteúdo sobre:
SalgueiroFat

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.