Polícia prende acusados de torturar e matar filha de dois anos no Rio

Casal estava foragido desde o ano passado e foi encontrado em Guapimirim, na Baixada Fluminense, após uma denúncia anônima

Tiago Rogero, O Estado de S. Paulo

15 de julho de 2014 | 09h46

RIO - Acusados de torturar e matar a filha de dois anos de idade, Willian Ferreira Augusto e Janaina Elias dos Santos foram presos nesta segunda-feira, 14, por policiais da 67ª Delegacia de Polícia (DP), de Guapimirim, na Baixada Fluminense. O casal estava foragido desde o ano passado, quando teve sua prisão preventiva decretada pela Justiça.

Segundo a Polícia Civil do Rio de Janeiro, que divulgou as prisões na manhã desta terça-feira, 15, Willian e Janaina foram presos após denúncia anônima.

A menina Lhanna Elias da Silva sofria de epilepsia e deu entrada no Hospital Municipal de Guapimirim com marcas de queimadura e mordidas pelo corpo, que chamaram a atenção de uma médica. A direção do hospital então chamou o Conselho Tutelar. A criança chegou ao hospital em 2 de junho de 2013 e, sem resistir às lesões, morreu quatro dias depois.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.