Polícia Civil
Polícia Civil

Polícia prende quatro homens suspeitos de integrar milícia no Rio

Grupo teria atuação em Realengo, Bangu e Campo Grande, na zona oeste, e foi preso nesta madrugada. Um dos suspeitos é policial civil da ativa

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

03 de julho de 2018 | 18h38

RIO - Quatro homens acusados de integrar uma milícia que atua em Realengo, Bangu e Campo Grande, na zona oeste, foram presos na madrugada desta terça-feira, 3, ao saírem de uma boate na Barra da Tijuca. Um deles é o policial civil da ativa Rafael Luz Souza, conhecido como “Pulgão”, que seria o chefe da quadrilha.

+ General diz que índices de criminalidade do Rio caíram em junho

Além do policial, foram presos Antônio Carlos de Souza Filho, Célio Alves Palma Júnior e Wesley Rangel Santos. Junto com os acusados, foram apreendidos cinco fuzis, oito pistolas, uma metralhadora antiaérea, uma arma de paintball e munição de diferentes calibres. Dois carros roubados e clonados usados pelos homens também foram recuperados na ação. A operação foi feita por homens da Corregedoria da polícia com base em uma denúncia anônima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.