Polícia Civil
Polícia Civil

Polícia prende quatro homens suspeitos de integrar milícia no Rio

Grupo teria atuação em Realengo, Bangu e Campo Grande, na zona oeste, e foi preso nesta madrugada. Um dos suspeitos é policial civil da ativa

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

03 Julho 2018 | 18h38

RIO - Quatro homens acusados de integrar uma milícia que atua em Realengo, Bangu e Campo Grande, na zona oeste, foram presos na madrugada desta terça-feira, 3, ao saírem de uma boate na Barra da Tijuca. Um deles é o policial civil da ativa Rafael Luz Souza, conhecido como “Pulgão”, que seria o chefe da quadrilha.

+ General diz que índices de criminalidade do Rio caíram em junho

Além do policial, foram presos Antônio Carlos de Souza Filho, Célio Alves Palma Júnior e Wesley Rangel Santos. Junto com os acusados, foram apreendidos cinco fuzis, oito pistolas, uma metralhadora antiaérea, uma arma de paintball e munição de diferentes calibres. Dois carros roubados e clonados usados pelos homens também foram recuperados na ação. A operação foi feita por homens da Corregedoria da polícia com base em uma denúncia anônima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.