Policiais da UPP são atacados no Complexo do Alemão, no Rio

PMs faziam ronda quando foram alvo de disparos, mas não revidaram e ninguém se feriu; atiradores não foram presos

Luciana Nunes Leal, O Estado de S. Paulo

02 Agosto 2015 | 13h55

 

RIO - Policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, foram atacados por criminosos na manhã deste domingo, 2.

O Comando de Polícia Pacificadora (CPP) informou que os PMs faziam uma ronda de rotina na localidade Largo do Bulufa quando foram alvos de disparos, por volta as 10 horas. Segundo o CPP, os policiais não revidaram e escaparam.

O policiamento foi reforçado depois do ataque, mas os autores dos disparos ainda não foram presos. Não houve feridos. Policiais do Batalhão de Policiamento de Choque (BP Choque) fazem buscas na região.

Assalto. Ainda na zona norte, a rua Goiás, em Quintino, foi interditada por alguns minutos na manhã deste domingo depois que um policial militar foi baleado, durante tentativa de assalto.

O policial, que não teve o nome revelado, está internado no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, também na zona norte. Ainda não há informações sobre o estado de saúde.

Segundo policiais que investigam o caso, o PM foi abordado por quatro homens que tentaram levar seu carro. O policial reagiu e foi baleado no peito. O carro não foi levado.

Em julho deste ano, o arcebispo do Rio, d. Orani Tempesta, foi assaltado na mesma rua.

Mais conteúdo sobre:
UPP Ataque Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.