Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Policiais mortos em queda de helicóptero são velados no Batalhão de Choque

Ao fim da cerimônia, houve salva de tiros em homenagem aos militares; colegas estavam muito emocionados

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

20 Novembro 2016 | 15h30

Um helicóptero da Polícia Militar lançou pétalas  de rosas do alto durante velório coletivo de três dos quatro PMs mortos. O velório ocorreu no Salão Nobre do Batalhão de Choque e foi restrito aos parentes e amigos dos policiais.

Ao fim da cerimônia, houve salva de tiros em homenagem aos militares. Os colegas estavam muito emocionados.

Quatro policiais militares morreram na queda de um helicóptero da Polícia Militar, próximo à Favela Cidade de Deus, na zona oeste, no início da noite deste sábado, 19. Imagens das câmeras do Centro de Operações Rio mostraram policiais militares junto ao helicóptero, que ficou bastante destruído.

Não há ainda informações se a aeronave foi abatida ou se teve uma pane. "Ainda não temos informações sobre isso. Somente a perícia poderá confirmar o que ocorreu", afirmou o major Ivan Blaz, porta-voz da Polícia Militar.

Coletivo. Três dos quatro policiais mortos na queda de helicóptero na Favela Cidade de Deus serão velados neste domingo, 20, no Batalhão de Choque, no centro do Rio. Os corpos do major Rogério Melo Costa, de 36 anos, do subtenente Camilo Barbosa Carvalho, de 39, e do terceiro-sargento Rogerio Felix Rainha, de 39, sairão do Instituto Médico Legal para o Choque.

O velório de Melo está marcado para as 16 horas no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. O de Felix será às 16h30 no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência. Já o de Barbosa ocorreu às 14 horas, no Cemitério Memorial Parque Nicteroy, em São Gonçalo, no Grande Rio.

O corpo do capitão e piloto do helicóptero Willian de Freitas Schorcht, de 37 anos, seguirá direto para Resende, na Região Sul Fluminense, onde vive a família. Ele será enterrado às 16h30, no Cemitério Alto dos Passos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.