Policiais são presos acusados de extorquir traficante

Dois PMs e dois civis teriam prendido o traficante após exigir R$ 100 mil e ele pagar apenas uma parte

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

28 de julho de 2015 | 22h12

RIO - Quatro policiais - dois civis e dois militares - foram presos nesta terça-feira, 28, pela Corregedoria da Polícia do Rio acusados de sequestrar e extorquir um traficante André Damião de Andrade, que é conhecido como Velho ou Coroa e atuava na Vila Kennedy, em Bangu, na zona oeste do Rio.

Segundo a Corregedoria, os quatro policiais exigiram R$ 100 mil do criminoso para não prendê-lo. Como ele só teria pago R$ 70 mil, o quarteto prendeu Andrade e o levou até a 9ª DP (Catete), na zona sul.

Mas a Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança do Rio já monitorava os policiais, por meio de grampo telefônico autorizado pela Justiça, e acompanhou a negociação de valores.

Quando os policiais foram à delegacia, agentes da Subsecretaria flagraram o grupo. Surpreso, um dos policiais chegou a jogar o celular do traficante no lixo, tentando eliminar uma fonte de provas.

Os policiais militares Fábio Bernardo dos Santos Reis e Aleksander Viana Machado e os policiais civis Olavo Cerqueira Escovedo e Robson Pierre Abreu de Souza foram autuados pelo crime de concussão (exigir vantagem indevida, para si ou para outra pessoa, em função do cargo que ocupa), que pode acarretar até oito anos de prisão.

Na delegacia, os advogados dos policiais alegaram que eles são inocentes. Os PMs foram encaminhados ao Batalhão Especial Prisional, enquanto os civis estão em um presídio de Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.