Policial civil é morto durante operação no Rio

Agente da Delegacia de Combate às Drogas foi atingido na cabeça durante ação em Acari, na zona norte. No ano, três policiais civis e 56 militares foram mortos

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

12 Junho 2018 | 18h14
Atualizado 13 Junho 2018 | 15h35

RIO - O inspetor da Polícia Civil do Rio de Janeiro Ellery Ramos de Lemos, que chefiava o Grupo de Investigação Complementar da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), foi morto com um tiro na cabeça durante uma operação policial em Acari (zona norte do Rio), na manhã desta terça-feira, 12.

+ Bombeiros encontram sete corpos na praia da Urca, no Rio de Janeiro

Ele foi baleado logo no início da operação, quando ainda não havia nenhum confronto. O policial chegou a ser levado ao Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo (zona oeste), mas já chegou morto à unidade de saúde.

Após a morte de Lemos, agentes de várias delegacias foram mobilizados para tentar encontrar os criminosos em Acari, mas até as 16h30 nenhum suspeito havia sido localizado.

Lemos é o terceiro policial civil morto no Estado do Rio de Janeiro neste ano. Os outros dois casos ocorreram em janeiro. O número de policiais militares mortos no Estado em 2018 já chega a 56. O Disque Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil a quem der pistas ou apontar os responsáveis pelo assassinato. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.