Policial de UPP é preso por escoltar caminhão com maconha

Leandro Silva Fernandes foi detido na Dutra, na altura de São João do Meriti; cabo dos bombeiros morreu após carro cair de viaduto

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

08 de setembro de 2014 | 12h25

RIO - O policial militar Leandro Silva Fernandes, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do São João, na zona norte do Rio de Janeiro, foi preso na madrugada desta segunda-feira, 8, escoltando um caminhão que levava meia tonelada de maconha camuflada entre uma carga de frango. Fernandes foi detido na Rodovia Presidente Dutra, altura do bairro de Éden, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, após denúncia anônima.

O caminhão que levava as cargas tinha placa do Paraná e foi interceptado por policiais do 21º Batalhão (São João de Meriti). Fernandes usava o próprio carro, um Renault Scenic, para escoltar o veículo. Com ele estava Uesley Almeida Silva, que também foi preso. Ambos foram encaminhados para a delegacia da Polícia Federal, na Praça Mauá, no centro do Rio.

Fernandes estava lotado na UPP do São João desde a inauguração em janeiro de 2011. Ele foi encaminhado para o presídio e será submetido à Comissão de Revisão Disciplinar da PM e poderá ser excluído da Corporação.

Morte. Rogério P. Pinto, de 45 anos, cabo reformado do Corpo de Bombeiros morreu após seu carro cair do Viaduto de Deodoro, no bairro de mesmo nome na zona oeste do Rio. Na manhã deste segunda-feira, o carro de Rogério despencou após uma batida com outro veículo.

O nome do outro motorista não foi revelado, mas ele passa bem.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de JaneiroPolícia MilitarUPP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.