Tasso Marceli/Estadão
Tasso Marceli/Estadão

Policial Militar de UPP na Vila Cruzeiro é baleado

Estado do soldado Davis Fernandes Giffone é grave; PM deixava posto de trabalho quando foi surpreendido por criminosos

Carina Bacelar/Estadão, O Estado de S. Paulo

03 de fevereiro de 2015 | 10h40

RIO DE JANEIRO - O soldado Davis Fernandes Giffone, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora da Vila Cruzeiro, Zona Norte do Rio foi baleado no início da noite desta segunda-feira, 2, quando voltava para casa, à paisana, após deixar o trabalho na unidade. Na Rua Merindiba, criminosos surpreenderam o PM e dispararam contra ele. Davis teve a arma roubada pelos criminosos.  

Socorrido por policiais, Davis foi encaminhado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, o policial seguia em estado grave até a manhã desta terça-feira. De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, policiais militares realizaram uma incursão pelas comunidades para tentar encontrar os suspeitos do crime. Os criminosos não foram localizados.

No domingo, outro episódio de violência contra policiais militares foi registrado na cidade. Diego Lima Soares, policial da UPP da Vila Kennedy, foi achado morto dentro de um saco plástico no bairro do Santíssimo, na Zona Oeste, com marcas de tiros. Junto dele foi encontrado ainda um segundo corpo, o do soldado paraquedista Ronald Nascimento. O caso é investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil, que ouviu ontem familiares do soldado paraquedista.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de JaneiroUPPviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.