Policial militar é morto em Barra do Piraí, no Rio

Outros dois agentes ficaram feridos após confronto com criminosos na comunidade do Areal

Ludimila Honorato, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2018 | 10h10
Atualizado 26 de setembro de 2018 | 12h48

SÃO PAULO - O policial militar Deivid Ribeiro Silva, de 38 anos, foi morto na noite desta segunda-feira, 24, após ser atacado por criminosos em Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, informou a Polícia Militar.

Segundo a corporação, o soldado foi checar uma denúncia de que homens armados estariam atuando na comunidade do Areal. No local, ele e outros agentes foram recebidos com tiros.

Houve confronto, durante o qual o policial foi morto e outros dois militares ficaram feridos sem gravidade. O soldado era lotado no 10º BPM, estava na corporação desde 2013 e era casado. O sepultamento do policial Deivid Ribeiro Silva será no Cemitério Parque Portal da Saudade, em Volta Redonda, às 16h30.

Morte de policiais

Passa de 70 o número de policiais mortos no Rio, tanto da Polícia Militar como da Civil. Em agosto, o cabo Guilherme da Costa Penetra, de 32 anos, morreu após ser baleado durante uma ação na comunidade Buraco da Cobra, no bairro Boaçu, da cidade de São Gonçalo. Segundo a PM, ele checava uma denúncia de carga roubada quando foi morto.

Em julho, houve as mortes do PM Ronalde Pereira da Costa no bairro de Irajá, zona norte da cidade, e do capitão Diogo Lins Canito. Costa andava de moto quando foi abordado por assaltantes na rua Gabriel Lisboa. Os criminosos efetuaram disparos e ele não resistiu aos ferimentos. Já o policial Canito morreu durante uma tentativa de assalto em Marechal Hermes, na zona norte da cidade.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.