Praias e blocos de carnaval da zona sul têm efetivo policial regular

Sem protestos de familiares de PMs, batalhões da zona sul que policiam praias e blocos trabalham normalmente

Fernanda Nunes, O Estado de S. Paulo

12 Fevereiro 2017 | 10h55

O acesso às praias da zona sul do Rio - Leme, Copacabana, Ipanema e Leblon - está sendo controlado por policiais do 2o. Batalhão de Polícia Militar, onde não há mulheres de policiais bloqueando o acesso, como em outros batalhões da cidade,  em protesto contra o atraso de salários e do pagamento de benefícios.

Na Avenida Lauro Sodré, em frente ao shopping Rio Sul, em Botafogo, na zona sul, quatro policiais militares fazem uma blitz para revistar carros e motos que seguem em direção às praias. Eles farão também a segurança do maior bloco de carnaval a desfilar neste domingo, dia 12, o Volta Alice, que reúne foliões na parte da manhã, no bairro de Laranjeiras, também na zona sul.

Em Copacabana, as mulheres abandonaram a frente do 19o BPM na noite de sábado, por falta de gente para se revezar. Assim,  os policiais estão livres para fazer o patrulhamento de praias e blocos normalmente.

Segundo a assessoria de imprensa da PM do Rio, os protestos de espalham por 27 batalhões de todo o Estado do Rio, incluindo interior e região metropolitana. “Não existe paralisação da Polícia Militar e sim uma mobilização de familiares, iniciada pelas redes sociais. A Corporação está atenta às manifestações e conscientizando a tropa da importância da presença policial nas ruas. O patrulhamento está sendo realizado normalmente, bem como as trocas de turnos”, informa a PM, em nota.

Mais conteúdo sobre:
Rio de JaneiroMotimGreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.