Divulgação
Divulgação

Preso é encontrado morto em cadeia do Complexo de Gericinó, em Bangu

Secretaria de Administração Penitenciária não informou se morte de Diego Maradona Silva Souza está relacionada a disputas entre facções e apura o caso

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

19 Janeiro 2017 | 10h02

RIO - Em meio a notícias de rebeliões em presídios, no Rio de Janeiro, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que o detento Diego Maradona Silva Souza foi encontrado morto na cela de uma das cadeias do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste, na última segunda-feira, 16.

No comunicado, não é informado, porém, se a morte está relacionada a disputas entre facções criminosas.  

"Inspetores de segurança e administração penitenciária da Cadeia Pública Pedro Melo da Silva foram chamados à cela por outros internos que diziam que o detento Diego Maradona Silva Souza estava passando mal. Chegando ao local, inspetores constataram que ele estava morto", afirmou a secretaria em nota. "Uma sindicância foi instaurada para apurar o fato."

O motivo da morte ainda está sendo investigado e, de acordo com a Seap, apenas será esclarecido após conclusão do laudo cadavérico do Instituto Médico Legal (IML).

"Cabe ressaltar que o interno estava com outros cinco detentos em uma cela separada dos demais internos desta unidade, chamada seguro", informou a secretaria. 

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro Iml

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.