REGINALDO PIMENTA / AGÊNCIA O DIA
REGINALDO PIMENTA / AGÊNCIA O DIA

Preso segundo suspeito de matar idosa e diarista na zona sul do Rio

O homem se entregou À polícia após comparsa ter sido preso em flagrante e confessar crime na sexta-feira

Fábio Grellet, RIO

12 de junho de 2022 | 14h12

William Oliveira Fonseca, o segundo homem apontado como responsável pelas mortes de Martha Maria Lopes Pontes, de 77 anos, e da diarista Alice Fernandes da Silva, de 51 anos, ocorrida na última quinta-feira, 9, no apartamento de Martha, no Flamengo (zona sul do Rio), se entregou à polícia na noite de sábado, 11. Ele é considerado pela polícia comparsa de Jhonatan Correia Damasceno, que foi preso em flagrante na sexta-feira, 10, e segundo a Polícia Civil confessou o crime e acusou Fonseca de ser seu parceiro no crime. Os dois serão indiciados por latrocínio (roubo seguido de morte), extorsão e incêndio.

Na sexta-feira, policiais foram à casa de Fonseca, mas ele fugiu – estava tomando banho e saiu deixando o chuveiro ligado. O suspeito teve a prisão temporária por 30 dias decretada pela Justiça na tarde de sábado, 11, e à noite se apresentou à 21ª DP (Bonsucesso) e foi encaminhado à Delegacia de Homicídios do Rio, onde prestou depoimento. Fonseca estava foragido da Justiça desde 2017, quando assaltou um ônibus, segundo a polícia.

O caso

Martha e Alice foram encontradas mortas, degoladas, dentro da casa da idosa, um apartamento na avenida Ruy Barbosa, no Flamengo, na tarde de quinta-feira. Segundo a polícia, Fonseca e Damasceno haviam trabalhado recentemente no apartamento, e naquela tarde foram ao imóvel para extorquir dinheiro da dona. Obrigaram Martha a assinar três cheques, no valor de R$ 5 mil cada um, e um deles foi ao banco descontar enquanto o outro mantinha as duas mulheres reféns.

Depois que os cheques foram descontados, os criminosos degolaram as vítimas, incendiaram o apartamento e foram embora. O fogo foi constatado por vizinhos, que acionaram os bombeiros. Os corpos foram encontrados por esses agentes, que controlaram o fogo. O corpo da idosa foi carbonizado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.