Primo de Ronaldo e outros 2 são mortos em chacina no Rio

Homem atirou contra quatro pessoas que estavam fora do comércio; três morreram

Ricardo Valota, estadao.com.br

23 de dezembro de 2007 | 08h25

Um desconhecido, armado com um fuzil e ocupando um veículo prata atirou, por volta das 22h deste sábado, 22, contra um grupo de pessoas em frente a uma drogaria em Vicente de Carvalho, zona norte da cidade. Três pessoas morreram, entre elas um primo do atacante Ronaldo do Milan, segundo informações de policiais militares que atenderam a ocorrência.   Quatro pessoas foram atingidas pelos disparos: Igor Nazário de Lima, primo do jogador, e Wellington Dammac, ambos funcionários do estabelecimento e que conversavam na calçada; Rômulo de Araújo Belarmino, que seria cliente da farmácia; e um homem, que passava em frente à drogaria quando os disparos foram feitos.     Levadas ao pronto-socorro do Hospital Estadual Getúlio Vargas, apenas o pedestre, que ainda não foi identificado, sobreviveu. Segundo policiais de Vicente de Carvalho, nenhum dos três homens mortos tinha passagem pela polícia. Ainda não se sabe o que teria motivado o crime nem quem era o alvo do atirador.

Tudo o que sabemos sobre:
crime

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.