Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Ato contra tarifa no Rio tem confusão no centro

Grupo tentou entrar na estação ferroviária Central do Brasil, mas foi impedido por policiais e seguranças; 180 pessoas participam

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

15 Janeiro 2016 | 20h06

RIO - O protesto contra o aumento da tarifa de ônibus no Rio teve uma pequena confusão em frente à estação ferroviária Central do Brasil, no centro do Rio. Apenas uma entrada da estação estava aberta quando os cerca de 180 manifestantes chegaram ao local, por volta das 19h20. Eles tentaram  entrar, mas foram impedidos por policiais e seguranças. 

Após o tumulto, parte do grupo se dispersou. Cerca de 130 manifestantes foi para uma das pistas da Avenida Presidente Vargas, em frente ao terminal de ônibus que fica ao lado da Central do Brasil. Eles fizeram discursos a favor de uma "revolução".

A manifestação é contra o reajuste da tarifa do ônibus municipal, que passou de R$ 3,40 para R$ 3,80 em 2 de janeiro. O protesto começou na Cinelândia, passou Assembleia Legislativa do Rio e depois seguiu para a Central do Brasil, mesmo com a forte chuva que caía no centro da cidade. 

O ato foi organizado por entidades estudantis, de categorias profissionais e da sociedade civil, como o Movimento Passe Livre.

Mais conteúdo sobre:
Movimento Passe Livre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.