Protesto de aeroviários e aeronautas no Rio interrompe check-in

Categorias reivindicaram 11% de reajuste, entre outros benefícios, como cesta básica de R$ 326,67, no Aeroporto Santos Dumont

O Estado de S. Paulo

15 Dezembro 2014 | 17h24

RIO - Aeroviários e aeronautas fizeram um protesto na manhã desta segunda-feira, 15, no saguão do Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio. Pelo menos 100 pessoas participaram do ato, que durou cerca de 90 minutos e chegou a interromper o check-in. Os manifestantes reivindicam 11% de reajuste, entre outros benefícios, como cesta básica de R$ 326,67.

“O movimento é resultado da intransigência patronal, que se recusa a dar reposição salarial com ganho real para aeroviários e aeronautas”, afirmou, em nota, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (Fentac), ligada à Central Única dos Trabalhadores (CUT). De acordo com a Fentac, as empresas aéreas ofereceram aumento de 6,3%.

Uma nova reunião da categoria está marcada para quinta-feira, 18, quando deverá ser discutida a possibilidade de paralisação no Natal e no dia 31. De acordo com a administração do Santos Dumont, o ato não interferiu na operação de embarque e desembarque, e não houve atrasos nem cancelamentos de voos provocados pelo protesto.

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro Aeroporto Santos Dumont

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.