Protesto tumultua trânsito na Barra da Tijuca nesta terça-feira

Contra exclusão de linha de ônibus, passageiros bloquearam Av. das Américas; PM usou bombas de efeito moral; 3 pessoas foram detidas

Tiago Rogero, O Estado de S. Paulo

02 de setembro de 2014 | 09h07

Atualizado às 13h

RIO - Durou pouco mais de três horas o protesto dos passageiros de ônibus que interrompeu o trânsito na Avenida das Américas, uma das principais da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira, 2.

Além de congestionamento durante toda a manhã, cerca de 70 ônibus ficaram parados, sem conseguir chegar ao Terminal Alvorada, que concentra as viagens de ônibus convencionais e BRTs da zona oeste da cidade. Pelo menos 13 mil passageiros foram afetados pela manifestação, que se encerrou após intervenção da Polícia Militar.

Militares do Batalhão de Choque (BPChoque) lançaram bombas de efeito moral para liberar a Avenida das Américas, que chegou a ficar interditada nos dois sentidos  - o protesto, inicialmente, era no sentido Recreio/Terminal Alvorada. Pelo menos três pessoas foram detidas.

Os manifestantes protestavam contra a exclusão de linhas de ônibus em direção ao Recreio dos Bandeirantes, que teriam sido extintas após a implantação dos BRTs.

Com o trânsito completamente parado, vários passageiros desceram dos ônibus e tentaram passar pelo bloqueio e seguir viagem - a distância entre o local de início da manifestação e o Terminal Alvorada é de cerca de 8 quilômetros. Ônibus e carros trafegaram na contramão para fugir do congestionamento; um terreno vazio também foi usado para manobras. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.