WILTON JUNIOR/ESTADÃO/ 22-9-2017
WILTON JUNIOR/ESTADÃO/ 22-9-2017

PM morre e três ficam feridos em confrontos na Rocinha

Tiroteios começaram às 14h30 e seguiam acontecendo às 18h. Sargento foi ferido fatalmente, outro PM foi atingido e duas pessoas não identificadas também foram baleadas

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

09 Maio 2018 | 18h04
Atualizado 09 Maio 2018 | 18h55

RIO - Um policial militar do Batalhão de Choque foi morto e outras três pessoas ficaram feridas a tiros durante confrontos entre a Polícia Militar e criminosos na favela da Rocinha, na zona sul do Rio, na tarde desta quarta-feira, 9. O sargento Anderson Luiz Rosa da Conceição, de 40 anos, precisou ser socorrido por um helicóptero da PM e foi levado ao Hospital Central da corporação (HCPM), onde morreu. Um dos três feridos também é PM - o soldado  Janddre Dias Silva foi baleado na perna direita, também seguiu para o HCPM e está “estável”.

+ Projeto propõe pena máxima de 40 anos e federalização de casos de milícias

As outras duas vítimas são moradores da Rocinha e foram levados ao Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon, zona sul. Até o início da noite não havia informações sobre o estado de saúde delas nem as condições em que foram atingidas - se estavam participando de confrontos ou foram alvos de balas perdidas. 

Os confrontos começaram por volta das 14h30 e continuavam às 18h30. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e o Grupamento Aeromóvel (GAM) da PM também foram acionados para auxiliar o Batalhão de Choque no combate aos criminosos.

A Autoestrada Lagoa-Barra, que liga as zonas sul e oeste do Rio, foi interditada por volta das 17h nos dois sentidos e o trânsito foi desviado para a avenida Niemeyer. Às 18h20 o bloqueio continuava.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.