Estadão
Estadão

Quatro pessoas são baleadas na Avenida Brasil

Vítimas estariam num carro semelhante a outro ocupado por bandidos que eram perseguidos pela polícia

Constança Rezende, O Estado S. Paulo

26 Setembro 2016 | 11h48

RIO - Quatro pessoas foram baleadas, possivelmente por acidente, na noite deste domingo, 25, na Avenida Brasil, altura de Bonsucesso, na zona norte. As vítimas estavam em uma caminhonete Ford Ranger branca, quando foram atingidas durante uma perseguição policial a suspeitos que estariam em um veículo semelhante.

Segundo informações recebidas pela Polícia Civil, no mesmo momento a Polícia Militar perseguia uma Ford Ranger de cor prata. A Polícia Militar não quis confirmar a marca do veículo, só que seria uma "caminhonete prata", apesar de informarem o segundo veículo que também buscavam um "Corsa Sedan branco". 

As vítimas, dois homens e duas mulheres, foram levadas pelos policiais para o Hospital Geral de Bonsucesso. Duas crianças também estavam no veículo, mas não foram feridas. Os nomes não foram divulgados até o fim da manhã desta segunda, 26.

De acordo com o 41° Batalhão de Polícia Militar (Irajá), a corporação foi acionada porque criminosos armados cometiam assaltos na Pavuna (zona norte), a bordo de dois carros. Com a descrição dos veículos,  iniciaram um cerco para prender os ladrões.

"Os criminosos ao avistarem os PMs fugiram em direção à Avenida Brasil, e houve perseguição desde Irajá até as proximidades do Parque União, em Bonsucesso. O batalhão solicitou apoio ao Batalhão de Polícia Em Vias Especiais e ao Batalhão de Choque. Na altura do Parque União, os bandidos atiraram contra as viaturas e houve confronto. Na ação, um carro, modelo Ford Ranger, que passava no local acabou atingindo e os quatro passageiros foram feridos. Os bandidos fugiram para dentro da comunidade. A PM reforçou o policiamento na região e faz buscas para tentar prendê-los",  informou o batalhão, por nota.

Já a Polícia Civil informou que um procedimento foi instaurado para apurar as lesões por tiros sofridas pelas vítimas. Uma perícia foi realizada no local e o procedimento foi encaminhado à 21ª Delegacia de Polícia (Bonsucesso) para prosseguimento das investigações.

"Diligências estão em andamento para esclarecer todas as circunstâncias do ocorrido", afirmou por nota a corporação, por meio de sua assessoria de imprensa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.