Quatro PMs são presos vendendo armas e drogas a traficante no Rio

Policiais não estavam fardados e carregavam quatro pistolas, cinco carregadores e dois quilos de cocaína

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

11 de fevereiro de 2011 | 02h19

SÃO PAULO - Agentes da Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (DRAE), da Polícia Civil do Rio, prenderam, na tarde de quinta-feira, 10, quatro cabos do Grupamento de Policiamento Transportado em Ônibus Urbanos (GPTOU), do 5º Batalhão da Polícia Militar, no momento em que eles vendiam armas e droga para o traficante Elias Neo da Costa, o "Juca", de 30 anos, apontado pela polícia como intermediário nas transações entre fornecedores de armamento e traficantes das comunidades da Barreira do Vasco, Jacarezinho, Mangueira, Parque Arará e Tuiuti.

 

Com os cabos Cléber Augusto Conceição, Arésio Moreira Tailor, Elias Cotta Régis de Farias, e Marcos André Leal de Nóbrega havia quatro pistolas, cinco carregadores e dois quilos de cocaína. Ao seguirem o traficante, que primeiro se dirigiu até a Barreira do Vasco, onde pegou uma mochila com R$ 20 mil, e depois foi ao encontro dos quatro PMs na Rua São Januário, em São Cristóvão, num lavarrápido, os policiais civis flagraram os quatro policiais, nenhum deles fardado, todos em um Voyage.

 

Detidos e autuados em flagrante, os quatro PMs foram afastados de suas funções, devem ser expulsos da corporação e, caso condenados, podem pegar uma pena de até 15 anos de prisão por tráfico de drogas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.