Rapaz que conheceu Madonna é baleado em favela do Rio

Família diz que PMs balearam rapaz por engano; ele teve que amputar parte da perna por causa dos ferimentos

Carina Bacelar, O Estado de S. Paulo

04 de junho de 2015 | 13h26

RIO - Familiares e moradores da Vila Cruzeiro, comunidade com UPP no Complexo da Penha, na zona norte do Rio, acusam policiais da UPP de terem baleado por engano o jovem Edeson Manso de Souza, de 23 anos, na segunda-feira, . O rapaz levou um tiro de fuzil no pé durante um tiroteio na comunidade vizinha Parque Proletário e precisou amputar parte da perna direita por causa dos ferimentos.

A curiosidade é que o rapaz conheceu a cantora Madonna em 2010, durante passagem dela pelo Rio. A cantora fez uma visita a comunidades e pediu para conhecer um jovem da Vila Cruzeiro. À época ligado ao tráfico de drogas e conhecido como Baby, o jovem foi convencido por ela a mudar de vida e entrou para o projeto social “Soldados Nunca Mais”, que, por meio do esporte, ajuda a afastar meninos do alcance do tráfico. A cantora e o então adolescente passaram dois dias juntos.

De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, policiais afirmam que o jovem tem ligações com o tráfico da região.Segundo a versão, ele abriu fogo contra policiais, que reagiram. Os PMs que participaram da ação reconheceram Edeson quando ele já estava no hospital. A família dele nega, e vem usando as redes sociais e comunidades ligadas às favelas do Complexo da Penha para desmentir a versão da polícia. Segundo eles, Edeson jogava futebol quando ouviu os tiros e tentou fugir.

Após ser reconhecido pelos policiais, o jovem acabou preso em flagrante pelos crimes de tentativa de homicídio e associação ao tráfico de drogas. Ele permanece sob custódia no Hospital Federal de Bonsucesso, no bairro de mesmo nome na Zona Norte do Rio. O caso é investigado pela 22ª Delegacia de Polícia (Penha).

Tudo o que sabemos sobre:
riovila cruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.