Região Serrana do Rio já contabiliza 869 mortos pelas chuvas

Ministério Público do estado considera que há 423 desaparecidos

Efe,

02 de fevereiro de 2011 | 01h17

Boletim da Polícia Civil do estado contabiliza 869 vítimas fatais, nesta terça, 2, em consequências das fortes chuvas que arrasaram a Região Serrana do Rio de Janeiro há três semanas.

As inundações e deslizamentos, segundo os números divulgados pela "Agência Brasil", deixaram 418 mortos em Nova Friburgo, 354 em Teresópolis, 71 em Petrópolis, 21 em Sumidouro, quatro em São José do Vale do Rio Preto e um em Bom Jardim.

O Ministério Público do Rio de Janeiro, por sua vez, considera que 423 pessoas estão desaparecidas, seis menos que o registro de segunda-feira, 1.

A Secretaria de Saúde do estado, com dados da Defesa Civil, manteve em 8.777 o número de pessoas que perderam suas casas e em 20.790 as que precisaram deixar seus lares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.